Condenação de Lula e outros casos escabrosos: reparação histórica é o….

Condenação de Lula e outros casos escabrosos: reparação histórica é o….

Por Washington Luiz de Araújo, jornalista – 

Tem muita gente que se conforma com a tal da reparação histórica. Eu a entendo como importante, mas que tal repararmos a história enquanto ela está acontecendo? Afinal de contas, mesmo o filme tendo sido de 1985, ainda não temos um carro que vá ao passado para reparação do que virá no futuro. A condenação sem provas de Lula, por exemplo, tem que ser reparada agora. Temos que lutar para que ele não seja condenado em segunda instância. Não fiquemos de braços cruzados esperando que a justiça faça justiça, sem interferimos com uma grande e permanente mobilização em favor do maior líder político brasileiro vivo. Reparação já e o restante que fique para a história, como me disse o amigo do blog, Marcelo Ranuzia.

Hoje muita gente repara historicamente a ditadura militar, até mesmo quem dela participou, como a Rede Globo e todas as redes de intrigas que a integram. Quem sabe, daqui a 20 anos ou 30, a Globo condene e peças desculpas por ter apoiados as injustiças feitas hoje por Sérgio Moro a mando da direita? Quem sabe reconheça que foi golpe em 2016? Quem sabe até reconheça o desmonte social praticado pelo governo ilegítimo e seus cúmplices? E a perseguição a LGBTs e negros? Vamos aguardar a história? Reparação histórica é o….

Só para ficarmos com dois casos fora da política. O goleiro Barbosa morreu falando que no Brasil o praticante do crime mais hediondo tem 30 anos como pena máxima de condenação e ele passou quase 50 anos sendo condenado pelo gol de Ghiggia na final da Copa do Mundo de 50. Reparação histórica só veio com a morte dele, em 2000. Reparação histórica é o….

O crime cometido na Escola de Base não foi a exploração sexual de criancinhas de quatro anos, como a dita grande imprensa alardeou em 1994, mas sim o cometido por autoridades e por órgãos de imprensa, como a Rede Globo, que destruíram a vida dos sócios do estabelecimento. Sem provas, enlamearam a vida de pessoas inocentadas posteriormente. Algumas morreram por sequelas durante o processo que só teve sentença com indenização aos prejudicados a partir de 2013.

Portanto, 19 anos depois foram indenizadas, mas já estavam nos túmulos ou sem reputação, doentes e falidas.As casas e a escola foram depredadas. Donos da escola acusaram a polícia de tortura. Assim resumiu o site Justificando sobre o caso: Em março de 1994, a imprensa publicou reportagens sobre seis pessoas que estariam envolvidas no abuso sexual de crianças, alunas da Escola Base, localizada no Bairro da Aclimação, em São Paulo. Jornais, revistas, emissoras de rádio e tevê basearam-se em “ouvir dizer” sem investigar o caso. Quando foi descoberto, a escola já havia sido depredada, os donos estavam falidos e eram ameaçados de morte em telefonemas anônimos”. Reparação histórica é o….

Poucos aprenderam com casos como o de Barbosa e a tragédia vivida pelas famílias, proprietários e professores da Escola de Base.Tanto que muitos aplaudem a condenação de Lula e outros; aplaudem a tortura psicológica que vivem presos da Operação Lava Jato; enaltecem linchamentos e crianças acorrentadas em postes. Mesmo sem prova alguma.

Vamos aguardar a reparação histórica ou vamos às ruas cobrar justiça plena, Estado de Direito, democracia? Reparação histórica é o…

Deixe um comentário