Decadência sem fim em meio a um silêncio tenebroso

Decadência sem fim em meio a um silêncio tenebroso

Por Ulisses Capozzoli, no Facebook – 

Michel Temer disse hoje, na posse do novo ministro da Cultura, que o “país respira uma nova economia”. E pregou que “devemos retirar, naturalmente, toda e qualquer palavra de pessimismo”.

Não me lembro de ter ouvido, nem nos piores momentos, patifaria desse porte. Uma montanha crescente de desempregados, com meros 2% de prestígio entre a população, segundo dados do Instituto IPSOS, e o país “respira uma nova economia”? Terá sido a história que ele contou pra Marcela e funcionou?

A desfaçatez do picareta não tem limites. Limite algum.

Um constrangimento atrás do outro. Uma manobra escusa seguida por outra. Um bandido mal dissimulado. O chefe da gangue de salteadores do PMDB. Com apoio do PSDB, e seu discurso de “responsabilidade nacional”.

O ministro da economia, ex-chefão na JBS e agora xerife da sociedade:

“se precisar, vamos aumentar os impostos”.

O que está acontecendo, Brasil?

Como é possível essa decadência infinita?

Em meio a um silêncio tenebroso?

Foto: Beto Barata/PR

Deixe um comentário